Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Dicas

Métricas importantes para mensurar resultados no seu negócio

As métricas para mensurar resultados são indicadores importantes para fazer o acompanhamento dos resultados de uma ação, contribuindo para o alcance das metas e objetivos que permitem o sucesso do negócio.

A utilização das métricas é aliada nas possibilidades de crescimento e melhorias de uma empresa, já que permite acompanhar as diferentes estratégias e resultados. 

Deste modo, ao ter soluções alinhadas com bons indicadores que geram impactos positivos nos negócios, é possível decidir quais ações investir e avaliar o potencial de desenvolvimento do negócio.

Como as métricas são importantes em diversas empresas, vários gestores têm dúvidas sobre quais têm maior relevância e precisam ser acompanhadas, entendendo o que pode ser considerado de fato uma métrica importante para o negócio.

Sendo assim, é fundamental entender o que são as métricas, a importância, o que elas mensuram e as diferenças entre métricas e indicadores. Com isso, é possível que os gestores realizem um bom trabalho e impulsionem os resultados do negócio.

O que são métricas de marketing?

As métricas consistem em sistemas de números que quantificam tendências, comportamentos e variações de negócios, permitindo avaliar e mensurar ações de marketing, vendas e outras campanhas que são realizadas.

Ao utilizar ferramentas adequadas, as empresas podem conhecer detalhadamente as ações executadas e qual a recepção/resultado de cada atividade.

Isso permite tomar decisões mais estratégicas, uma vez que se tem os dados como base,  proporcionando uma análise correta e decisões mais assertivas.

As métricas podem ser utilizadas de modo específico, para mensurar algo pré-estabelecido, ou mesmo para ter visões gerais sobre o negócio. O que importa é identificar quais as métricas são mais relevantes para os objetivos da empresa.

Isto posto, os sistemas numéricos mostram informações de naturezas distintas, essas que são consideradas métricas. 

Para implementá-las na empresa é essencial prezar por uma cultura organizacional com foco na análise e melhoria dos resultados.

Inclusive, essa é uma dica que vale para empresas de diferentes segmentos, desde uma fabricante de amaciante até companhias de outros segmentos.

Quando utilizar as métricas?

Toda empresa possui metas e objetivos definidos durante a elaboração do planejamento, seja do negócio como um todo ou para áreas específicas, como é o caso do marketing.

Ao determinar aonde quer chegar e os resultados esperados, os profissionais podem começar a criar estratégias que ajudem a conquistar os objetivos almejados.

Para saber se é possível alcançar esses resultados, os profissionais podem utilizar as métricas e estabelecer “steps” e marcos que contribuem para o objetivo final, detalhando um caminho de evolução que, se não ocorrer, indica que melhorias precisam ser feitas.

Assim, as métricas ajudam a avaliar o desempenho da companhia, contribuindo para o controle dos recursos investidos e aqueles que apresentam o melhor retorno para quem empreende.

Deste modo, o acompanhamento dos indicadores ajuda na tomada de decisões e, consequentemente, no sucesso da organização, tornando mais fácil entender quais mudanças são necessárias para conquistar bons resultados.

Diferenças entre métricas e indicadores 

Para realizar um bom acompanhamento das métricas e indicadores, os profissionais precisam entender bem as diferenças entre esses dois conceitos.

Basicamente, as métricas de negócios são dados quantitativos que mostram o desempenho das estratégias ou ações realizadas por alguns setores da empresa. 

Definir as métricas que serão utilizadas como fonte de dados e monitorá-las em cada etapa é um jeito de identificar se o que foi pensado e proposto foi colocado em prática e se está fornecendo os resultados esperados.

Já os KPIs (Indicadores-Chave de Desempenho) são os aspectos definidos para realizar a análise de desenvolvimento (como o crescimento da base de clientes e os parâmetros usados para essa avaliação), podendo consistir nos resultados que são calculados a partir dos dados obtidos pelas métricas. 

Assim, os valores dos KPIs são gerados conforme o cruzamento das métricas e assim ajudam a monitorar os resultados que avaliam a performance dos negócios.

Deste modo, os KPIs e métricas são muito importantes para uma empresa, mas não podem ser calculados de forma isolada. 

Ou seja, os dois são diferentes, mas tem grande relevância no universo dos negócios e se complementam na estruturação do negócio e na identificação dos resultados obtidos.

A importância de utilizar as métricas nas estratégias da empresa

Utilizar as métricas nas estratégias da empresa permite que todas as ações possam ser analisadas, mensuradas e quantificadas. 

Ao adotar as métricas é possível melhorar a operacionalização dos negócios, reduzir custos e focar nas estratégias que geram um bom retorno para a empresa.

Um bom direcionamento com as métricas proporciona diversos benefícios para a marca, promovendo ganhos nos setores para além do marketing. Assim, algumas das vantagens são:

  • Proporciona estabilidade a longo prazo;
  • Ajuda na tomada de decisões;
  • Permite identificar as falhas de operação;
  • Possibilita a identificação de soluções para os processos;
  • Esclarece os pontos fortes e fracos das estratégias e da execução;
  • Possibilita visualizar novas oportunidades e ações para o sucesso;
  • Aumenta a taxa de fidelização dos clientes;
  • Permite identificar quando um investimento é necessário.

Deste modo, quando uma empresa realiza o acompanhamento das métricas, ela consegue medir as vantagens e desvantagens, delimitando as ações que são mais relevantes e que proporcionam estabilidade e bom retorno financeiro.

Para se ter uma ideia, a utilização correta das métricas geram insights que ajudam as marcas de revestimento 3D para sala a definirem quais são os modelos que tem mais saída e até investir em ações para liberar estoque

Do mesmo modo, empresas de diferentes áreas podem entender a real situação da empresa, proporcionando inovações, investimentos, melhorias e decisões acertadas no momento certo.

Tipos de métricas 

Para entender como cada métrica será utilizada nas estratégias da empresa e as decisões que serão embasadas em cada métrica, por exemplo, é relevante entender que existem algumas diferenças consideráveis entre os tipos de métricas utilizadas e que mensuram.

Na prática, existem três tipos principais de métricas que ajudam na expansão da empresa. São elas:

  1. Métricas de receita

As métricas de receita oferecem uma visão mais ampla sobre os investimentos realizados e o retorno obtido. 

Elas são priorizadas pelos gestores de diversas áreas por permitirem uma visão mais ampla do orçamento e saúde financeira, indo desde fábricas de divisória banheiro até grandes multinacionais de tecnologia.

Os principais indicadores nesse contexto são:

CAC (Custo de Aquisição dos Clientes) 

Indica quanto a companhia precisa fazer de investimentos para conquistar novos clientes, ou avalia qual o custo necessário em cada tipo de ação estudada. 

Essa métrica permite direcionar o orçamento da empresa e alinhá-la conforme as metas, considerando as ações mais efetivas.

LTV (Lifetime Value)

É a métrica que indica quanto a empresa pode ganhar com clientes que permanecem ativos, identificando os custos e receitas dos usuários por determinado período. Geralmente é avaliado por tempo de contrato, no caso da área de serviços.

Esta métrica permite fazer previsões para o futuro e ter conhecimento e previsibilidade sobre a receita a médio e longo prazo.

ROI

ROI (Retorno Sobre Investimento) é a métrica que representa o lucro da empresa. 

O cálculo desta métrica é feito com base na receita obtida e nos investimentos feitos para o marketing, avaliando quais ações são mais lucrativas, por exemplo.

  1. Métricas de conversão

As métricas de conversão mostram como é o comportamento do usuário desde o primeiro acesso ao site até o momento em que faz o cadastro e passa informações para a empresa.

Com elas é possível identificar os pontos de transição no relacionamento com a marca e qual a efetividade das campanhas realizadas para converter os usuários no decorrer da jornada de compra.

Algumas análises que podem ser acompanhadas são:

Taxa de rejeição

Indica o percentual de usuários que acessaram o site e saem da página sem fazer nenhuma interação.

Permite aos gestores entenderem quais as páginas que mais interessam os usuários, além de ajudar a definir as melhores palavras-chave para as campanhas orgânicas e pagas.

Taxa de cliques

Conhecida como CTR (Click Through Rate) é a métrica que revela o número de pessoas que clicam em um e-mail marketing, por exemplo, em relação aos e-mails abertos. 

Isso mostra se os e-mails são relevantes o suficiente para despertar o interesse dos usuários.

Além do e-mail, a métrica pode ser usada em páginas de conversão, publicidades e campanhas de pesquisa.

Total de conversão

Representa o número de usuários que converteram no site, por exemplo, ao assinar uma newsletter, baixar um material ou fazer um cadastro. 

Essa métrica identifica o quão efetivas são as campanhas criadas pela equipe de marketing para evoluir o usuário até a compra.

Conversão de novos visitante e dos recorrentes

A relação entre o número de conversões decorrentes dos visitantes que acessam o site pela primeira vez e os já recorrentes, permite aos gestores conhecer melhor o perfil do público, identificar o que tem dado certo e que precisa de melhorias no site.

Esse acompanhamento das métricas de conversão proporciona informações que ajudam nas mudanças e otimizações no site, algo que ajuda no sucesso com as estratégias digitais.

  1. Métricas de atração

A primeira etapa das estratégias de marketing é atrair o público para criar um relacionamento com o potencial cliente, de modo a cativá-los e torná-los clientes efetivos por meio das vendas e fidelização.

Nesse sentido, as métricas de atração geram insights sobre o que dá certo na prática e o que pode ser aprimorado para gerar ganhos positivos.

As métricas mais utilizadas são:

Conteúdo compartilhado

Mostra o interesse dos usuários, sobre os conteúdos e materiais desenvolvidos, como um infográfico sobre assinatura digital como fazer

Deste modo, é possível identificar o nível de aceitação do público aos novos materiais e quais são os temas de mais interesse, bem como o alcance que proporcionam ao serem compartilhados (e os que tem mais potencial para isso ou se tornarem virais).

Visitas ao site

Mostra os acessos que são realizados na página. Essa métrica é algo interessante para entender o potencial impacto da empresa no meio online.

Contudo, é preciso compreender que essa avaliação não gera muitos resultados sozinha (assim como ocorre em outros contextos). Mas, ao ser analisada com outras, pode render projeção de cenários interessantes para a empresa.

Mais ainda, aqui, há uma visão geral dos acessos, sem que necessariamente as reproduções sejam separadas em novos usuários ou usuários frequentes. Ou seja, é avaliado o número total de sessões.

Origem do tráfego

Saber a origem do tráfego do site é fundamental para saber onde investir e identificar como os clientes ficam sabendo/chegam a marca.

Esse processo pode se dar a partir de buscadores, mídias sociais, mídias pagas e guest post, por exemplo.

Assim, é uma métrica interessante para os gestores saberem se as estratégias de marketing elaboradas estão sendo adequadas.

Além das métricas abordadas, outras avaliações importantes são:

  • CPM (Custo por Mil impressões), para anúncios e campanhas;
  • Ticket médio, valor gasto por clientes;
  • Taxa de vendas, quantidade de vendas efetivadas;
  • Índice de satisfação dos clientes, para fidelização e melhorias.

Estes são apenas alguns exemplos de métricas importantes e que as empresas podem utilizar para mensurar as estratégias e acompanhar de perto os resultados conquistados.

Portanto, as métricas são indicativos importantes para avaliar diferentes ações, permitindo tomar melhores decisões para a empresa e atender as demandas do público com qualidade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.