Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Blogger E-commerce Redes Sociais

Loja virtual: Como montar?

A loja virtual é um tipo de empreendimento que vem chamando a atenção das pessoas que querem ter seu próprio negócio, mas sem precisar investir rios de dinheiro.

As vendas online já se mostraram muito vantajosas para os consumidores, o que fez esse tipo de compra crescer muito nos últimos anos. Cada vez mais pessoas investem em empreendimentos digitais sem nunca ter tido uma loja física.

Isso acontece porque a loja online é mais barata e rápida do que um estabelecimento físico, pois não é necessário alugar um imóvel e você também não precisa lidar com barreiras geográficas e outros desafios do tipo.

O tráfego nessas plataformas é livre, portanto, elas podem receber quantas pessoas quiserem, a qualquer hora do dia ou da noite, inclusive durante os feriados e fins de semana.

Para os empreendedores, é a oportunidade de trabalhar em casa, no horário que for mais conveniente e lucrar a qualquer momento. Mas, antes de fazer esse investimento, é muito importante entender um pouco mais sobre esse tipo de negócio.

Vamos explicar como montar uma loja virtual, quanto custa para fazer isso, quais são as vantagens desse investimento e as diferenças entre e-commerce e loja virtual.

Como montar uma loja virtual?

Existem alguns procedimentos importantes na hora de criar esse tipo de negócio, e eles fazem parte do seguinte passo a passo:

Determinar o tipo de investimento

Primeiro é necessário determinar o tipo de investimento que quer fazer, analisando diversos fatores, como:

  • Tipo de produto que vai vender;
  • Estrutura das vendas;
  • Meios de entrega;
  • Logística;
  • Estratégias de marketing.

Portanto, se quer abrir uma loja virtual para lavagem de estofados de carros a domicilio, divida o valor que considera como o montante inicial em 12 vezes. A primeira é um pouco maior, mas o que sobrar divida em partes iguais para os próximos 11 meses.

A falta de cuidado em relação a isso pode prejudicar o negócio e comprometer o fluxo de caixa, algo que leva muitas empresas à falência.

Regularizar a loja

Agora que você já sabe o quanto pode investir, chegou o momento de regularizar a empresa. 

Primeiro, é necessário abrir um CNPJ, e quem vai agir por conta deve se enquadrar como microempreendedor individual (MEI).

É uma forma de garantir seus direitos trabalhistas e agir dentro do que a lei impõe. O empreendedor também pode emitir nota fiscal e profissionalizar o negócio.

Escolher uma plataforma

Uma das coisas mais importantes na hora de abrir uma loja online é escolher a plataforma, pois esse sistema permite controlar as vendas e expor a marca na internet.

Preste muita atenção a esse aspecto, considerando as funcionalidades e características das diferentes opções que se pode encontrar no mercado.

Por exemplo, se a loja vai vender peças de carro, como bloqueador e rastreador veicular, primeiro, certifique-se de que é possível cadastrar, incluir os produtos, gerenciar os preços e o estoque e organizar formas de pagamento.

Também é necessário usar uma plataforma que permita sistematizar as entregas e que seja capaz de preservar as informações dos visitantes.

Definir os meios de pagamento

Por fim, não se esqueça de escolher os meios de pagamento, pois eles garantem a segurança das transações e uma boa experiência aos clientes.

Hoje em dia, existem vários métodos, como cartão de crédito, débito em conta, pix, boleto bancário, transferência, entre outras. É muito importante variá-los para que todos os consumidores se sintam contemplados e possam comprar.

Quanto custa abrir uma loja virtual?

Em termos financeiros, montar uma loja virtual se resume a alguns investimentos necessários, e esses valores podem variar.

É necessário investir no mix de produtos, no desenvolvimento da loja, pagar salários caso houver funcionários, hospedagem do site, dentre outras questões.

O empreendedor também precisa estar preparado para arcar com os custos de um enquadramento superior, caso esteja montando uma loja maior.

Só que além dessas formalidades, uma loja online de bateria de carro 70 amperes também precisa investir em marketing, pois é ele que vai divulgar o negócio para os potenciais clientes e pessoas que possam se interessar pelas soluções.

Atualmente, o mercado eletrônico investe cerca de 13% do seu faturamento em estratégias de marketing digital, pois só por meio dele é possível atrair visitantes para a plataforma.

De acordo com algumas pesquisas, a média de conversão é de 1%, portanto, se 100 pessoas visitaram seu site, apenas uma vai comprar, no entanto, o marketing digital ajuda a atrair mais pessoas, o que aumenta as taxas de conversão.

Os investimentos também estão relacionados ao planejamento, abertura de empresa, estrutura do site e otimizações contínuas.

Vantagens e desvantagens da loja virtual

Assim como tudo na vida, uma loja virtual, como aquelas que vendem cama para cachorro macho, tem suas vantagens e desvantagens.

Uma das vantagens de investir nessa modalidade de negócio é a disponibilidade, pois as pessoas podem comprar 24 horas por dia, nos 7 dias da semana, inclusive feriados.

Isso não acontece com a loja física, principalmente em relação aos horários, visto que existe tempo certo para abrir e fechar o estabelecimento.

São canais que podem ser acessados por qualquer tipo de dispositivo, como computadores, tablets e celulares, o que facilita ainda mais as vendas.

Outra vantagem é que o tempo de abertura é muito menor do que o de uma loja física, além de ser capaz de alcançar pessoas de qualquer lugar do mundo, ou seja, quem exporta produtos pode vender para clientes do Brasil, do Japão e assim por diante.

Para os clientes, comprar furadeira para vidro em uma loja virtual é muito mais vantajoso porque o preço é muito mais em conta, afinal, o estabelecimento não precisa de uma estrutura física para funcionar.

Também não precisa arcar com outras despesas básicas, como aluguel, contas de água e luz, internet ou salário de funcionários. Assim sendo, os produtos e serviços vendidos podem ter um preço muito mais competitivo.

Mas, como nem tudo são flores, também existem lá suas desvantagens, por exemplo, o cliente não pode experimentar o produto antes de comprar, o que leva muitas pessoas a desistirem da aquisição.

A insegurança por parte dos consumidores também pode levar a desistências e objeções, e isso acontece porque infelizmente existem muitos estabelecimentos falsos que aplicam golpes na internet.

Por fim, o produto comprado pode chegar até o cliente quebrado ou danificado de alguma forma, além de outros problemas como atrasos.

Qual a diferença entre e-commerce e loja virtual?

Pode parecer que não, mas comprar câmara fria para vacinas em um e-commerce é muito diferente de comprá-la em uma loja virtual.

O e-commerce é um estabelecimento 100% digital, ou seja, a compra, o pagamento e o recebimento são todos acertados na internet. Você não pode comprar um produto em uma plataforma e-commerce e retirá-lo em uma loja física.

A loja virtual, por sua vez, é o ambiente digital de um estabelecimento físico onde os clientes também podem comprar, e eles podem optar por receber em casa ou retirar a mercadoria no estabelecimento.

Com base nessas informações, pode-se afirmar que em um e-commerce, tudo o que a empresa faz é dentro da internet e isso não envolve nenhum outro tipo de prática.

Porém, em uma loja online, o usuário pode comprar persiana automática interna, pagar no site e esperar em casa, ou pagar na loja e esperar em casa, ou pagar na loja e retirar na loja.

Em vista disso, muitos afirmam que a loja virtual funciona como uma vitrine para a loja física, melhorando os seus resultados.

Mas, os empreendedores que não têm uma loja física podem abrir uma loja virtual, porém, ela será um e-commerce, embora tenha as mesmas características e funcionalidades de uma loja online.

Portanto, se cria uma marca nova, totalmente digital, que vai vender os produtos que serão entregues na casa do consumidor e ainda pode aproveitar os marketplaces para expandir ainda mais suas vendas.

Algo semelhante entre elas é que é possível vender praticamente todo tipo de produto ou serviço, desde roupas para bebês até piso industrial autonivelante.

Para garantir o sucesso dessa prática, escolha um segmento que te agrade e que você conheça, pois dessa forma vai ficar muito mais fácil descrever os produtos e vendê-los.

Considerações finais

Sendo assim, ter o próprio negócio hoje em dia ficou muito mais fácil por conta das lojas virtuais. Você faz suas vendas na internet a qualquer hora do dia ou da noite, trabalha com aquilo que gosta e não precisa gastar muito.

É um segmento de empresa que tem crescido muito nos últimos anos, depois traz vários benefícios para quem compra e para quem vende.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.