Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Dicas Segurança

Cuidados essenciais para seu pet

Ter um pet faz parte da realidade de muita gente, afinal, a companhia dos animais é muito importante para um dia a dia mais saudável e feliz. Mas, assim como os seres humanos, eles também precisam de cuidados essenciais.

Só que até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros, assim sendo, o melhor é conhecer todos os cuidados necessários para garantir a qualidade de vida do animal.

É assim que eles vão se sentir mais dispostos, mais tranquilos e sociáveis e você evita uma série de doenças que podem colocar em risco a qualidade de vida do bichinho e ainda ter de arcar com alguns gastos.

Lembrando que os animais não precisam do mesmo nível de cuidado e atenção que as crianças pequenas, por exemplo, mas eles dependem sim de muito amor e atenção por parte do tutor.

Portanto, se quer garantir uma vida plena e feliz ao seu animal de estimação, mas tem dúvidas sobre os cuidados necessários e o que precisa fazer, leia este artigo.

Vamos explicar todos os cuidados essenciais com o seu pet e dar algumas dicas de alimentação para que ele esteja sempre forte e saudável.

Cuidados mais importantes com o animal

Quem tem animais de estimação precisa se responsabilizar pelo cuidado e pela saúde deles, não apenas para que os pets tenham qualidade de vida, mas também para assegurar condições de convivência entre o animal e a sociedade.

Nesse sentido, existem algumas ações que são fundamentais e que devem fazer parte da rotina de cuidados com o bichinho. São elas:

  • Passear com o animal;
  • Manter a vacinação em dia;
  • Desparasitar;
  • Cuidar de sua alimentação;
  • Não fumar perto do animal;
  • Cuidar da higiene.

A vacina para cachorro é um cuidado muito importante para preservar a saúde do animal e das pessoas que convivem com ele. Existem doenças que podem ser mortais, como a parvovirose e a cinomose.

Esteja sempre atento à caderneta de vacinação do seu animal e mantenha as vacinas sempre em dia. Também é muito importante eliminar parasitas internos e externos, comuns em praticamente todos os países e que podem afetar os humanos.

Consulte um veterinário de confiança para receitar o produto mais indicado para o tratamento, como pipeta, colar, spray, comprimido, dentre outras opções.

Fazer passeios com o animal também é muito importante para a saúde dele, pois ele precisa farejar ambientes diferentes e fazer suas necessidades básicas. O ideal é fazer entre 2 ou 3 passeios por dia, de 30 minutos cada um.

Mas, sabemos que as pessoas têm uma vida muito corrida, por isso, passear uma vez ao dia durante 30 minutos já vai ajudar o seu animal.

Procure um veterinário com banho e tosa higiênica para que ele esteja sempre limpo. A higiene é fundamental para manter a saúde do cachorro e prevenir o surgimento de várias doenças.

Você pode ter esses cuidados em casa, e além do banho providenciar a escovação, higiene dental e limpeza dos ouvidos.

Também evite fumar perto dos animais, pois a fumaça do cigarro afeta a saúde deles. Expor o cachorro às substâncias do tabaco podem causar câncer de pulmão, irritação, doenças respiratórias, alterações cardiovasculares e sinusite crônica.

Assim sendo, se você é fumante, o melhor é procurar espaços abertos para não prejudicar a saúde do seu bichinho.

Por fim, não se esqueça de cuidar muito bem da alimentação do seu cachorro, que precisa ser saudável e equilibrada, o que exige alguns cuidados.

Existem alguns alimentos que são proibidos para os cães e que não devem ser oferecidos sob hipótese alguma, como uva, chocolate, cebola, bebida alcoólica dentre outros.

São alimentos que podem intoxicar e matar o seu pet, mas a lista é bem maior, por isso, fique de olho em tudo o que o seu bichinho não pode comer. Por falar nisso, reunimos boas dicas sobre o assunto no próximo tópico.

Dicas para cuidar da alimentação do pet

Para que seu pet aproveite ao máximo todas as atividades do dia a dia, como adestramento filhotes, é fundamental que ele consuma alimentos de boa qualidade.

Os tutores se preocupam com a saúde dos animais e buscam maneiras de garantir seu bem-estar. Para que eles se sintam sempre saudáveis e dispostos, é crucial cuidar da alimentação, sempre regrada e na quantidade certa.

Uma alimentação adequada ajuda a prevenir doenças e garante o funcionamento físico e mental do seu bichinho.

É necessário que a alimentação tenha boa qualidade, tendo em vista que os animais precisam de proteínas para produzir anticorpos, enzimas, hormônios e hemoglobina para viver pleno e feliz. Assim, algumas dicas de alimentação são:

Alimentação regrada e rotina de horários

O animal deve fazer as refeições sempre no horário certo, principalmente porque ele tem um hábito de se alimentar diferente, comendo cerca de 2 ou 3 vezes por dia.

Assim como é importante a fisioterapia em animais, também precisa ter horário para comer. Procure regular a hora de se alimentar do seu pet para garantir qualidade física e psicológica.

É assim que ele vai se sentir mais satisfeito e vai criar um hábito mais centrado na hora de comer.

No primeiro ano de vida do pet, até os 11 meses de vida, os filhotes costumam comer 3 vezes ao dia, mas a partir do 12º mês, a dosagem pode ser reduzida para 2 vezes, sendo a cada 12 horas.

Não oferecer comida humana

O sistema de funcionamento do corpo humano é completamente diferente do funcionamento animal, por essa razão, nosso organismo precisa de outros nutrientes para se alimentar.

Alimentos que nos parecem inofensivos podem ser letais para os cães e levam os tutores a procurar sepultamento pequenos animais antes da hora. Mesmo as raças grandes não devem comer alimentos que as pessoas comem.

Não dê restos do seu almoço, café da manhã, entre outros, pois isso se torna um hábito e traz vários problemas de saúde ao longo do tempo.

Oferecer alimentos naturais

Os alimentos naturais são uma excelente opção porque não são tóxicos e não possuem componentes industrializados. 

Contudo, alguns tutores evitam esse tipo de alimentação porque ela não possui nutrientes sintéticos.

Os animais de estimação precisam de aproximadamente 58 nutrientes por dia e atender a essa demanda por meio de ingredientes comuns só é possível com carnes, vegetais e arroz.

Para potencializar a alimentação do seu pet, uma dica é combinar alimentos naturais com industrializados ou alternar o tipo de comida.

Em uma casa de ração, também é possível encontrar rações naturais, que aumentam a sensação de bem-estar dos pets e evita que eles consumam agrotóxicos e conservantes.

Oferecer a quantidade certa

Normalmente, os animais comem a quantidade servida, independentemente de ser muito grande ou não, por isso é papel do tutor ter bom senso e saber qual é a quantidade adequada para o porte do pet.

Não se pode exagerar na hora de alimentar os animais, pois isso pode trazer vários problemas para eles, como diarréia, obesidade e vômito. Mas, também não é bom reduzir a quantidade de comida drasticamente.

Ao fazer isso, o cachorro pode desenvolver outros problemas de saúde, como desidratação, pressão baixa e anemia.

Saber escolher os alimentos

Quem prefere alimentar o pet de maneira saudável pode escolher comidas rápidas para congelar com todos os ingredientes que eles podem comer.

Mas, independentemente disso, lembre-se de que os animais se diferenciam pela raça, idade, peso, porte e assim por diante. Levando em consideração essas características, fica mais fácil escolher o tipo de alimentação correta para o seu pet.

As melhores opções são aquelas que contêm fibras, vitaminas, gorduras minerais e saudáveis e proteína animal. A dieta precisa ser diversificada e nutritiva, considerando todos os aspectos do bichinho na hora de alimentá-lo.

Escolher uma boa ração

Por fim, saiba escolher uma boa ração para o seu animal com todas as proteínas e composições que enriquecem os pelos, os ossos e os músculos.

A ração costuma ser dividida pelo porte do animal e idade, mas também é possível encontrar algumas opções específicas para determinadas raças.

Tome cuidado com a marca que você compra e o tipo de ração que vai oferecer para o cachorro, pois se fizeram uma escolha errada, pode causar problemas para o cão.

O mais recomendável são as rações super premium, com diferentes nutrientes e o tutor precisa seguir todas as orientações da tabela na lateral da embalagem.

Considerações finais

Sendo assim, contratar um passeador cachorro para andar com o seu animal quando você não puder é uma excelente opção, mas a saúde e o bem-estar do pet não dependem apenas desta questão.

Como vimos, os donos de animais precisam se preocupar com vários outros pontos para garantir a saúde física e emocional de seus companheiros, e seguindo as dicas que demos aqui, com certeza eles serão mais felizes e saudáveis.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.