Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Sem categoria

Manual de identidade visual: confira suas características

O manual de identidade visual é uma ferramenta de grande importância para os setores de design e marketing de uma organização.

De fato, por meio de algumas estratégias e recursos simples, qualquer empresa pode mudar radicalmente seu posicionamento de mercado, atraindo muito mais pessoas e tornando sua marca um sinal vivo da força da sua empresa.

Por exemplo, basta comparar um negócio que faz limpeza e higienização de estofados com base nesse princípio do aspecto visual, com a concorrência que deixa isso de lado e investe apenas em frases soltas ou gatilhos mentais.

Obviamente, aquela que faz o esforço mais completo e abrange também a questão visual acaba saindo na frente, já que o ser humano é fortemente atraído por isso. Portanto, o ideal é manter o equilíbrio entre a identidade visual e a verbal.

Tanto que a identidade verbal é responsável por fechar a filosofia de uma marca, reforçando sua cultura corporativa e tudo aquilo que será responsável por engajar os funcionários e sinalizar ao mercado as vantagens e diferenciais do negócio.

Ao mesmo tempo, a identidade visual é quem vai traduzir isso em um logotipo, por exemplo, transformando o slogan em algo mais palpável. Além de usar também uma paleta de cores, tipografias específicas, entre outros.

É como se uma empresa de limpeza de estofados fosse uma pessoa e precisasse escolher uma roupa para uma festa. Obviamente, se a situação fosse formal, ela teria de se vestir a caráter, assim como se fosse informal, esporte fino e daí em diante.

De fato, as pessoas se relacionam com as marcas de maneira cada vez mais humanizada, esperando que elas sejam capazes de gerar experiências memoráveis. 

Portanto, não basta ter conteúdo, é preciso que a apresentação visual também seja trabalhada em toda sua abrangência.

Daí que este texto explique melhor quais são as características e conceitos por trás da identidade visual, que resulta neste manual de como entender a importância da estratégia e um passo a passo com os 4 benefícios que ela pode trazer.

Um ponto indiscutivelmente positivo nisso tudo é o fato de que hoje esse recurso já evoluiu tanto que ele pode servir a qualquer tipo de empresa, seja da área de serviços como limpeza de estofados ou de venda no varejo, como uma loja de móveis.

Toda marca que quiser se destacar, em algum momento precisará pensar nesta questão. Por isso, se o seu objetivo é mergulhar de cabeça em dicas simples que servem como um manual para o sucesso, então basta seguir até o fim da leitura.

Os conceitos e as características

Antes de enumerar os benefícios da identidade visual e trazer alguns dados que corroboram por que motivo vale a pena investir nisso tudo, é preciso entender melhor do que se trata.

De fato, tudo no universo corporativo começa com um planejamento e uma boa definição técnica, então aqui não poderia ser diferente. 

Neste sentido, a identidade visual nada mais é do que o repertório imagético de uma marca institucional.

O “institucional” pode remeter a uma empresa comum, mas também a iniciativas governamentais e até filantrópicas, como campanhas políticas que também precisam desenvolver a identidade visual dos seus candidatos.

Já a noção de repertório imagético remete a todo e qualquer elemento que seja propriamente visual, em vez de ser escrito ou discursivo. Como vimos acima, um logotipo pode exprimir perfeitamente um slogan, trazendo figuras em vez de palavras.

Quando falamos em manual de identidade visual, como estamos fazendo aqui, isso tende a ficar ainda mais claro, pois se trata de um livro ou documento que contém todos os dados gerados acerca da personalidade gráfica da marca.

Assim, se a empresa é da área de portão de alumínio com vidro, ela passa a ter um diferencial que a distingue de todas as demais. Basicamente, esse manual costuma trazer os pilares da gestão de marketing, tais como:

  • Um logotipo;
  • A paleta de cores;
  • A definição de traços;
  • Um padrão de ícones;
  • Predefinição de menus;
  • O layout das peças;
  • A família tipográfica;
  • Os templates digitais.

Enfim, são vários pilares que passam a se comunicar de modo muito mais sutil, sem a necessidade de apelar a elementos discursivos.

Por exemplo, ao entrar nas redes sociais ou no blog de uma grande marca, você pode perceber do que se trata só pelo uso de determinadas cores, ou de fontes e tipografias que você rapidamente identifica com aquela empresa.

Lembrando que, quanto mais tudo isso refletir a filosofia real da marca, melhor vai ser. Ou seja, o melhor é quando o aspecto visual traduz a missão, visão e valores do negócio.

1. A unidade e a força da marca

Um benefício incrível que o manual de identidade visual pode trazer é o da unificação dos canais de comunicação internos da companhia.

Basicamente, trata-se de colocar todos na mesma página, permitindo que todo e qualquer esforço de comunicação parta do mesmo princípio, seja por parte do branding, do marketing, da publicidade ou mesmo do comercial.

Inclusive, essa unificação aumenta também a força da empresa, uma vez que ela se apresenta mais sólida e com idoneidade que passa segurança aos clientes.

Então, se a marca lida com paisagismo jardim externo, o cliente vai poder ter a mesma experiência desde o começo, indo das primeiras etapas do funil até as fases de fechamento e fidelização, sem confusão no aspecto visual.

Além disso, hoje os veículos de mídia também são muitos. Então, o manual ajuda para que as ações ou campanhas da internet sejam iguais às do escritório físico, que pode querer distribuir flyers e peças impressas.

Também assim, digitalmente falando, haverá uma unidade lógica tanto no blog quanto nas redes sociais, nos banners de impulsionamento, no e-mail marketing e em todas as demais frentes, mostrando o poder de uma identidade visual padronizada.

2. Sobre otimização e economia

Outra vantagem incrível que o manual de identidade pode ocasionar é a da otimização de processos, o que no fundo reduz e muito o esforço dos funcionários e equipes envolvidas.

Em alguns casos, esse esforço pode partir do próprio dono da empresa, que talvez atue na operação e nem conte com tantos funcionários assim.

Sobretudo nesse caso, será muito importante ter um norte tão bem definido quanto o de um manual, para que os esforços não acabem se multiplicando e comprometendo a unidade da identidade visual pré-estabelecida.

No caso da empresa maior, como uma fábrica de impressora de crachá, vale uma regra parecida, no sentido de que sem um manual e uma padronização o risco de cada equipe acabar fazendo do seu jeito é muito grande.

Por isso, esse livro ou documento contribui para a otimização de processos, permitindo fazer muito com pouco, como se diz. Ou seja, é possível até mesmo enxugar a folha de pagamento ou as parcerias com terceiros.

Assim, se a operação estiver bem redonda, a empresa ainda vai poder economizar e investir o valor recuperado em outras frentes, como impulsionamento e anúncios.

3. Como atingir a excelência?

Vivemos uma das épocas de maior concorrência e competitividade que já se viu, por isso não é tão fácil uma empresa ou mesmo um funcionário conseguir se destacar na multidão.

Tanto que hoje até pessoas físicas podem desenvolver uma identidade visual, como um funcionário que decide fazer personal branding para reforçar seu currículo e sua apresentação perante as entrevistas de recrutamento.

No caso de uma marca de instalação de piso vinílico, por exemplo, um dos maiores sinais de maturidade e excelência está justamente em ter uma identidade visual, especialmente se ela for implementada já com o manual, no sentido em que tratamos aqui.

Tenha certeza de que isso agrega valor à sua solução também, seja ela um produto ou um serviço. A simples padronização do aspecto visual e sua gestão por meio de um manual já impactam diretamente na experiência do cliente, que busca algo memorável.

4. O poder das plataformas digitais

Por fim, precisamos mencionar os dados que corroboram tudo o que foi dito. Neste caso, uma pesquisa do DMI (Digital Marketing Institute), levantou um relatório sobre a Maturidade do Marketing Digital e Vendas no Brasil.

Constatou-se que mais de 90% das empresas investem nessa frente, e que as que têm uma identidade verbal e visual bem definidas têm 43% mais chances de obter sucesso.

Ou seja, uma fábrica de etiqueta termocolante personalizada que implementa esses recursos pode chegar a dobrar suas vendas e seu faturamento, especialmente por meio das plataformas digitais.

De fato, o manual de identidade visual pode ajudar e muito a atuar nos grandes motores de busca e nas redes sociais, inclusive no sentido de que ter um template, um slogan e tipografia pré-definidas é algo que contribui para a otimização dos conteúdos.

Conclusão

As empresas precisam se conscientizar de que falar sobre identidade visual é o mesmo que falar sobre o futuro da marca, especialmente quando a gestão se utiliza de um manual.

Além das características, dos dados que corrobora isso e dos benefícios implicados, acima nós também trouxemos dicas práticas que ajudam qualquer um que queira dar os primeiros passos nessa direção, rumo ao sucesso.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.