Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Guest Post

Saiba da real importância de dar ração específica para os cães em vez de comida e alimentos humanos

Entenda como a ração é feita e por que ela é considerada o melhor alimento para oferecer aos animais

Você já parou para pensar por que existe uma forma de alimentação própria para cachorro? E não somente para os cães. Mas, também, há rações específicas para vários tipos de animais. Isso acontece porque os cachorros não podem ser alimentados com qualquer tipo de comida. Por isso, a ração foi criada especialmente para suprir essa necessidade.

Para explicar melhor a importância dela e esclarecer por que outros tipos de alimentos devem ser evitados, preparamos este texto. Continue lendo e saiba a melhor maneira de alimentar seu pet!

Nutrientes essenciais

Cada animal tem uma quantidade de nutrientes correta que precisa ser recebida todos os dias. Chamados de nutrientes essenciais, eles são os ácidos graxos, as vitaminas, os minerais e os aminoácidos. Mas, como calcular a quantidade certa de nutrientes para satisfazer o organismo do animal? A resposta é: você não precisa calcular, basta oferecer ração.

A ração é um alimento industrializado que utiliza ingredientes selecionados e fornece a quantidade necessária de nutrientes essenciais. Para chegar ao produto final, as rações passam por pesquisas e testes, visando oferecer o melhor produto para que o cão se alimente de forma saudável.

Para tanto, a ração deve ser de boa qualidade, formulada por um fabricante reconhecido.

Alimentos caseiros vs. ração

Mas os alimentos caseiros também podem ser bons? Nem sempre. A verdade é que os alimentos caseiros não garantem todos os nutrientes necessários. Enquanto a ração ajuda a manter o cão forte e saudável, a comida caseira não consegue garantir a saúde e pode, até mesmo, facilitar o desenvolvimento de doenças, tais como obesidade, desarranjos intestinais e deficiências de nutrientes.

Cuidados com os petiscos

Embora já tenhamos falado isso ao longo do texto, é importante enfatizar que o ideal é fornecer sempre alimentos processados, feitos especialmente para cães. Então, além de ração, os tutores também podem alimentá-los com petiscos, por exemplo.

Contudo, deve-se ter atenção com o fornecimento de petiscos, pois o cão pode começar a recusar a ração ou diminuir a ingestão do alimento, o que pode causar a deficiência nutricional. Por esse motivo, evite fornecer petiscos no dia a dia e torne essa prática mais esporádica.

Quais as vantagens de oferecer somente ração?

Animais que se alimentam somente com ração de boa qualidade só têm a ganhar! Podemos citar como principais vantagens:

  • fortalecimento da saúde;
  • aumento no tempo de vida;
  • garantia dos nutrientes essenciais;
  • redução no risco de desenvolver problemas de saúde e doenças mais graves;
  • fornecimento de uma comida de qualidade; e,
  • facilidade para o dia a dia do tutor.

Bônus: como fornecer ração?

O primeiro passo para fornecer a quantia correta de ração é calcular o quanto o animal precisa. Geralmente, filhotes se alimentam de três a quatro vezes ao dia, em quantidades menores, e cães adultos saudáveis a partir de oito meses se alimentam cerca de duas vezes por dia, em quantidades maiores. Você também pode usar a seguinte referência:

  • Cachorros que pesam de 1 a 4kg: ofereça entre 55 e 95 gramas de ração por dia.
  • Cachorros que pesam de 4 a 8kg: ofereça entre 95 e 155 gramas de ração por dia.

No caso dos filhotes, que estão aprendendo a rotina de alimentação, deve-se ter um cuidado maior, acompanhando o cão de perto para evitar que ele coma além ou abaixo do necessário. Tanto um como o outro, podem causar problemas de saúde. Por isso, o tutor deve acompanhar o animal até que ele se acostume a comer a quantidade correta e se torne uma rotina.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.