Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Sem categoria

Privacidade de domínio: o que é?

Ninguém mais pode ignorar a importância que a internet e um website atingiram nos dias de hoje, tanto para empresas quanto para profissionais liberais, é preciso entender o marketing e as ações do Google Adwords.

No entanto, muito antes de discutir a divulgação de uma plataforma digital ou mesmo as estratégias que serão utilizadas para promovê-la e torná-la mais eficiente na geração de oportunidades e no aumento das vendas, é preciso pensar na segurança.

Por exemplo, uma empresa que faz limpeza de carpete empresarial e permite o pagamento antecipado pelo site, ela precisa de selos e certificações que garantam que aquela transação será realizada com o devido sigilo dos dados envolvidos.

Todavia, essa não é a única segurança em que precisamos pensar, pois não é só o cliente quem está em risco de ter alguma informação desviada. 

É aí que entra o contexto do Domain Privacy, que nada mais é do que a Privacidade de Domínio.

Infelizmente, no Brasil muita gente não sabe do que exatamente se trata essa estratégia, o que acaba comprometendo os dados dos empreendedores, sem que eles saibam de onde exatamente pode estar vindo o problema.

Contudo, em países de primeiro mundo, como os EUA e a Inglaterra, esse termo se disseminou bem depressa e tornou-se indispensável. 

Quando se fala em setores como o de uma empresa especializada em contabilidade, isso é ainda mais importante.

Afinal, nesses casos o negócio lida com informações dos seus próprios sócios, mas também com dados confidenciais de cada um dos clientes que confiou à empresa toda sua movimentação financeira de cada mês.

Embora o foco da Privacidade de Domínio seja defender apenas os dados da empresa prestadora de serviço, já que ela é que registra o domínio do seu próprio site, esse exemplo serve para irmos introduzindo o assunto em toda sua complexidade.

Aliás, por isso mesmo decidimos escrever este artigo, trazendo aqui não apenas o que é a Domain Privacy, mas também alguns conceitos que ajudam a entender a fundo essa estratégia, bem como sua importância em um contexto de massificação da internet.

Além disso, também vamos explorar os 4 benefícios e vantagens que a Privacidade de Domínio pode trazer, junto de aspectos que deixam bastante claro como é possível garantir o sucesso desse esforço, sempre no caso a caso e não de modo genérico.

O mais bacana é que hoje esse tipo de recurso evoluiu tanto que já pode ajudar qualquer segmento de mercado, seja na área de serviços como entrega expressa motoboy, ou no setor de venda dos produtos mais populares da internet.

Deste modo, se você quer entender como exatamente camuflar algumas informações pessoais do seu domínio virtual, sem com isso precisar deixar de ter um website rodando, basta seguir adiante na leitura deste artigo.

Do que se trata exatamente?

Algumas pessoas que têm um site no ar nem devem se lembrar de que tiveram que fazer um registro do domínio deste website no nome de uma pessoa física.

Se até isso costuma ser esquecido, é bem provável que elas também não tenham a menor ideia de que, logo em seguida, esses dados pessoais passam a ficar disponíveis em algumas plataformas digitais, tornando-se acessíveis para qualquer um.

Sendo assim, ninguém consegue registrar o domínio de um site de camisa gola polo masculina com bolso sem passar por esse processo burocrático, segundo uma regra que na verdade nem é brasileira, mas aplicada no mundo todo.

As informações aí contidas costumam ser as seguintes:

  • Nome próprio;
  • Telefone de contato;
  • Endereço residencial;
  • Endereço empresarial;
  • E-mail de contato.

Enfim, o órgão responsável pelos registros faz isso como modo de garantir que os sites estejam sob a responsabilidade de alguém, uma vez que a internet garante a liberdade, mas também precisa ter a segurança de evitar os famosos crimes cibernéticos.

Além disso, existem outros problemas ligados à exposição de dados pessoais, como a criação de malas diretas e venda de leads, que também é ilegal.

Portanto, a diferença do Brasil para outros países, é que nos demais logo surgiram serviços que ajudam a mitigar um pouco dessa exposição, mas aqui só agora essa informação começa a ganhar cada vez mais relevância e mais evidência.

Adiante detalharemos mais como se dá esse processo, por exemplo, pagando uma empresa para informar o nome dela e uma caixa postal em vez dos dados do seu cliente. 

O fato é que é exatamente essa a função da Domain Privacy, isto é, da Privacidade de Domínio, da qual estamos falando aqui de modo mais detido.

Por dentro da Domain Privacy

Fazer a requisição da privacidade de domínio não é difícil, pois existe um painel de acesso digital que garante essa solicitação com poucos cliques. 

Caso você nem sequer tenha um domínio, então basta solicitar a privacidade no momento de abertura dele.

A partir disso o WHOIS, que é o protocolo que cataloga todas as entidades da internet, ou seja, todos os usuários que têm um website em seu nome próprio, passa a informação não mais do seu nome e endereço, mas sim do de uma “Empresa Registradora”.

Isso impede o extravio de informações e a aplicação maliciosa de pessoas que buscam nomes e dados pessoais para cometer fraudes, como fica claro abaixo:

1. Para que tudo isso?

Algumas pessoas parecem não se importar com o fato de que seus dados pessoais estarão disponíveis em algum portal da internet, mas isso pode ter várias consequências danosas.

Como já referido, a venda de leads é apenas uma delas. Assim, seu telefone residencial ou mesmo seu celular pode tocar a qualquer momento, oferecendo ofertas de todos os tipos.

Certamente, ao criar o domínio de um site de instalação de redes de proteção, nem por isso o empresário queria ser exposto a esse tipo de ação.

Além do desconforto que essa exposição pode causar, existe o risco que é o das fraudes mais graves, como no caso de criação de contas bancárias falsas e empréstimos em nome de terceiros.

2. A segurança da firma

Engana-se muito quem pensa que os riscos de exposição dos dados de pessoa física não podem representar, de jeito nenhum, um risco para a pessoa jurídica da empresa, como se eles fossem ruins apenas para os próprios sócios e donos do negócio.

Na verdade, há muitos criminosos que buscam perfis de empresas no mundo digital, mas com intuito de cometer seus crimes presencialmente mesmo.

Sendo assim, a internet se tornou apenas um meio, assim como os dados da pessoa física na verdade indicam a existência de uma empresa por trás dela.

Portanto, se o negócio trabalha com letreiro fachada, é fundamental lançar mão da Privacidade de Domínio. 

Sem isso seria preciso ficar se perguntando sobre a veracidade de cada novo pedido, ou seja, sobre a segurança de cada novo cliente que aparecesse.

Inclusive, cada vez mais os criminosos têm preferido operar assaltos e sequestros contra empresários, já que esses costumam ter mais dinheiro disponível, ou então mais acesso a créditos e afins.

3. A questão dos spammers

No começo mencionamos a questão de receber ligações não desejadas, mas na verdade essa ação vai muito além e pode gerar um transtorno bem maior.

Trata-se de uma prática que ficou conhecida como spammers, que são profissionais especializados em fazer contato em massa na internet.

Novamente, o prejuízo não é apenas para a pessoa física, mas também para a empresa. 

Afinal, o e-mail de uma firma que faz letra caixa com LED precisa de uma caixa de entrada, e caso seja ele informado no registro, o spam acabará caindo ali.

Assim, se esse número de disparos chegar a um nível muito alto, a provedora do e-mail pode acabar concluindo que o próprio domínio é duvidoso, dificultando quando a marca quiser fazer ações em massa, por mais que sejam positivas.

4. A facilidade de operar

Por fim, é preciso citar a vantagem de que é bastante fácil entrar com o pedido de Privacidade de Domínio, o que aliás está em consonância com a LGPD, que é a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, de nº 13.709, do ano de 2018.

Além disso, os valores são baixos, cobrados anualmente e em alguns casos são gratuitos. 

Por exemplo, o site de uma fábrica de elevador de carga 1000 kg pode contratar a Privacidade de Domínio dentro de um pacote que inclui outros suportes.

Assim, os valores costumam ficar entre R$ 5 e R$ 20 por ano, as empresas mais famosas a oferecerem esse serviço no Brasil são a DreamHost, a GoDaddy, a HostGator e outras similares.

Considerações finais

Sendo assim, depois da aprovação da LGPD, ocorrida em 2018, se tornou muito mais comum e urgente falar sobre a segurança na internet e na esfera digital como um todo.

Nesse contexto, a Privacidade de Domínio se revela como um grande diferencial que pode trazer diversas vantagens para as empresas e para seus donos enquanto pessoa física.

Com os conceitos e os 4 benefícios básicos que detalhamos acima, vai ficar bem mais fácil entender melhor o assunto e se orientar nele de modo vantajoso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.