Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Sem categoria

Afinal, o que são os cookies e para que servem?

O usuário acessa uma página qualquer, durante uma busca por assunto, e ao carregar o site, é recebido com uma janela exibindo a mensagem “Este site usa cookies”. 

Contudo, tão presente no cotidiano da rede, os cookies ainda são um tema nebuloso. 

Apontado como a causa de violações de privacidade ou o simples incômodo de ser forçado a aceitar ou verificar autorizações.

Além do espaço de armazenamento ocupado, os cookies são, por vezes, vistos como vilões pela opinião pública. 

A verdade é que estas ferramentas representam muitas facilidades para a gravação de informações como senhas, facilitando o carregamento e acesso à cadastros, automaticamente, como um aluguel de maquina de xerox, sem intervenção do usuário. 

Os cookies são arquivos simples enviados do site para o navegador, de modo a adequar a aparição de anúncios e acelerar o carregamento da página, especialmente em casos de múltiplos acessos. 

Além disso, seu uso é aplicado em: 

  • Navegações inter-página de um mesmo domínio; 
  • Análises de tráfego por ferramentas de marketing digital; 
  • Avaliações de relevância por algoritmos de indexação; 
  • Autenticação em cadastros e adaptações de idioma. 

Algumas das informações colhidas por estas ferramentas é o endereço IP, uma sequência de números identificadores da máquina que o usuário utiliza, um modo de estabelecer coordenadas no vasto espaço da rede, além de prevenir a invasões e fraudes. 

Neste artigo, será apresentado uma série de exemplos de como os cookies são mais um benefício para a experiência do usuário do que um problema, esclarecendo alguns mitos e dúvidas, e demonstrando a aplicação destes arquivos. 

Como os cookies melhoram sua experiência na web

Presentes em interfaces desktop e mobile, os cookies geram uma má impressão em razão dos avisos de tela, considerados irritantes para o usuário que deseja apenas visualizar o conteúdo de seu interesse. 

A interação com uma página na web, seja ela um blog, aplicativo ou rede social, passa por diversos tipos de cookies.

Cookies de sessão ou temporários

Os cookies de sessão são arquivos que são armazenados no navegador durante o tempo em que a máquina acessa a página correspondente. 

Quando o usuário sai daquele site, os cookies de sessão armazenados são também deletados. 

Por esta razão, são muitas vezes confundidos com outro arquivo guardado no navegador: o cache. Comuns nos tutoriais de limpeza de máquina, os caches podem formar grandes blocos de 500 megabytes até 1GB de informações de um site sobre revitalização de pisos

A diferença fatal entre estes dois mecanismos está ancorada no tipo de informação que estes armazenam. 

Os cookies, especialmente aqueles de sessão, gravam dados sobre o comportamento do usuário, a fim de adaptar anúncios e interfaces. 

O cache, por sua vez, grava informações do próprio site para facilitar seu carregamento posterior, exigindo menos do servidor e acelerando o processo para o usuário. O cache é eliminado em um intervalo maior de tempo, exigindo, às vezes, a exclusão manual. 

De sessão e o seu carrinho de compras

Um exemplo da importância dos cookies de sessão pode ser visto em um espaço comercial, como uma exibição de catálogo para entrega remota. 

Cada anúncio disponibiliza a opção de salvar o item, como uma capa para violão folk, nos termos “adicionar no carrinho”. 

Quando o usuário sai da página e entra em outra, do mesmo domínio, os produtos postos no carrinho não se perdem, ainda que não haja nenhum cadastro que salve estas informações. Esta memória do site é possível por meio dos cookies de sessão. 

Sua função para o comércio virtual é essencial, posto que muitas lojas onlines possuem múltiplas páginas em seus catálogos, que exigem o recarregamento a cada acesso. Sem os cookies de sessão, os dados da página anterior se perderiam. 

De sessão e resultados de pesquisa

Os cookies de sessão também podem ser vistos durante uma pesquisa por palavra em motores de busca ou plataformas de vídeo. 

No momento em que um usuário digita um termo, surgem cerca de 5 a 10 sugestões de complementos. 

Estes complementos são definidos de acordo com o tráfego total de pesquisas, sugerindo as palavras mais buscadas primeiro.

Sua ordem de exibição pode ser alterada durante uma sessão, caso o usuário realize uma pesquisa no mesmo domínio, por mais de uma vez. 

Os resultados de busca, para a maior parte das palavras, são compostos por bilhões de endereços ou arquivos associados ao tema, gerando dezenas de páginas. 

Os cookies de sessão são a memória que mantém o que foi feito na página 1, quando o usuário está visitando a página 2 ou 3 do mesmo site. 

Desta forma, uma pesquisa por uma empresa de coleta de lixo hospitalar será guardada até o final da sessão. 

Cookies permanentes ou primários

Separados dos cookies de sessão por seu tempo de vigência, os cookies permanentes ou primários, também referidos como armazenados, são arquivos mantidos no navegador mesmo após o final da sessão, em um período de até dois anos. 

Estes arquivos ficam disponíveis para acesso do usuário durante todo o período de vigência, viabilizando sua exclusão manual. 

Suas funções são mais abrangentes, se comparadas aos cookies de sessão. 

Primários e cadastros em redes sociais

Quando um usuário deseja criar uma conta em uma rede social, seja ela qual for, é exigido dele o preenchimento de algumas informações pessoais, como nome, user ou login, idade, gênero e senha para entrada no perfil. 

Uma vez efetuado o primeiro login, nota-se que as informações do usuário, como senha e user, foram armazenadas pelo navegador, que preenche automaticamente os campos no site em todas as vezes que a página de entrada for carregada. 

Em grande parte dos casos, o armazenamento de senhas surge com uma janela que pede autorização para gravá-la no navegador. 

No entanto, ainda que o armazenamento da senha seja negado, o site preenche automaticamente o endereço de e-mail ou o nome de user

Não apenas em redes sociais, este fenômeno é percebido em qualquer site que dependa de um cadastro sob o formato: nome de usuário + senha. 

Isto significa que um software de gestão empresarial para pequenas empresas vai apresentar igual comportamento.

Esta é a ação dos cookies permanentes, usados para gravar o comportamento de um usuário no site, ajustando automaticamente aspectos como idioma, número de usuário ou senha, além de menu e marcadores internos, no momento em que o site é exibido. 

Primários e autenticação

A ação destes cookies também pode ser percebida nas aplicações mobile. 

Neste ponto, sua importância torna-se mais latente por meio do processo de autenticação, realizado rapidamente a partir da leitura do número de IP, armazenado no navegador. 

Os cookies permanentes registram qual é a máquina que acessou todas as sessões de determinado usuário em um site, como um sistema de identificação a nível biométrico, um símbolo em letreiro acrílico, posto que cada número IP é exclusivo. 

Quando uma pessoa acessa o aplicativo de seu banco por um smartphone, os cookies permanentes gravam o IP da máquina por onde a conta foi lida. 

Se o smartphone foi autorizado pelo banco, o IP transforma-se em uma autenticação anti-fraude. 

Se a conta for acessada por um dispositivo estranho, de número IP distinto ao registrado pelo navegador, o aplicativo dispara um alerta para o e-mail ou qualquer outro canal de contato do titular. 

Em caso de fraude, estes alertas permitem a ação do usuário que teve sua conta invadida, permitindo o bloqueio de acesso a saldos, transferências e cartões. 

Os cookies permanentes, nestes casos, agem como protetores da privacidade do indivíduo. 

Cookies de terceiros

Usualmente considerados maliciosos, os cookies de terceiros são derivados de outro domínio, distinto daquele que está sendo acessado pelo usuário. Este é o principal risco relacionado a ele. 

Funciona como um cookie primário, ou seja, seu arquivo pode permanecer armazenado no navegador por longos períodos de tempo, a menos que seja manualmente excluído pelo cliente. 

Os cookies de terceiros, apesar do que nome e muitas experiências indicam, nem sempre são maliciosos, principalmente nos terminais HTTPS, que apresentam criptografia no compartilhamento de dados entre servidor e máquina. 

Por isso, um site que contém este sinalizador em seu domínio, como a landing page de uma empresa especializada em contabilidade, muitas vezes exibido pelo navegador junto a um cadeado, pode conter cookies de terceiros, porém sua procedência é segura. 

De terceiros e publicidade

Os cookies de terceiros são uma das razões para os avisos de tela, tão detestados pelos usuários, exibidos ao carregar uma página pela primeira vez. 

Em sua maioria, sua função é ajustar os anúncios apresentados, de modo a adequá-los às preferências pessoais. 

Um exemplo muito comum é o aparecimento de publicidade direcionada para móveis, logo após um usuário específico realizar uma procura por cadeira de jantar preta

Esta adaptação de anúncios serve para aumentar as possibilidades de catálogo. 

Os cookies voltados para a publicidade, no entanto, podem ser desabilitados manualmente, através da revogação de autorização. 

Estas ações são feitas ao recusar cookies de terceiros na janela de aviso ou no próprio navegador. 

Considerações finais

Portanto, os cookies são ferramentas indispensáveis para a organização do conteúdo na internet, agindo como coordenadas cartográficas em um mapa. 

Como a web é um vasto espaço, crescendo a cada dia, estes arquivos otimizam seu acesso diário. 

Compreender a ação dos cookies e sua importância para os sites, além de destruir mitos, auxilia o usuário a identificar riscos reais, tornando-o mais autônomo em suas decisões e mais protegido. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.