Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Guest Post

Sabia que a sua mesa de computador abriga fungos e bactérias?

Veja como prevenir e eliminar os agentes dos móveis e objetos 

A matemática para o aparecimento de fungos e bactérias é simples: umidade, calor e pouca luz. Geralmente, a proliferação desses agentes ocorre em banheiros e cozinhas, mas poucas pessoas imaginam que podem acometer também outros ambientes e objetos da casa, como mochilas, telefone e até a escrivaninha.

O aparecimento de fungos e bactérias em móveis de madeira ocorre principalmente nas épocas mais quentes e úmidas do ano e são mais comuns do que se imagina, podendo, inclusive, afetar outros objetos próximos. Felizmente, os agentes causadores são facilmente evitáveis e, em muitos casos, solucionáveis.

 Fungos e bactérias na mesa do computador 

Um estudo feito pelos pesquisadores do Initial Washroom Hygiene apontou que, em média, o mouse de um computador é quase três vezes mais sujo que um vaso sanitário. Telefones e cadeiras ficam respectivamente com o segundo e o terceiro lugar. 

Na maioria das vezes, a proliferação de bactérias e fungos nesses objetos ocorre devido à contaminação de outros utensílios, como maçanetas e celulares, por exemplo. Os agentes acabam indo de um local para outro através das mãos que não são higienizadas. 

Como já citado, os fungos e bactérias podem surgir devido à umidade, ao calor e pouca luz, muito comum em algumas estações do ano. No entanto, a falta de ventilação e a sujeira acumulada também estão entre outros fatores. Portanto, a limpeza correta e regular da casa é a principal atividade para prevenir o aparecimento dos agentes. 

Além do comprometimento estético, o problema pode ocasionar a alteração na cor da madeira, seu apodrecimento, crises respiratórias e contaminação de alimentos e roupas que estiverem por perto. 

Como evitar?

É sempre importante lembrar que móveis de madeira devem ser guardados em ambientes fechados e fora do alcance de chuvas, mas que promovam a circulação do ar. Caso, isso não seja possível, o recomendado seria cobrir a mobília com plástico e descobri-la de vez em quando para arejar. 

Mofos, fungos e bactérias se proliferam em objetos e locais que ofereçam umidade, por isso é sempre importante manter a mesa e outros utensílios secos, limpos e afastados o máximo possível das paredes e janelas. Uma sugestão seria a adoção de lâmpadas artificiais para ambientes com quase nenhuma luminosidade. 

Como limpar?

O melhor caminho sempre é evitar, mas, caso isso não seja possível, existem algumas medidas que podem ser tomadas para tentar reverter a situação. Porém, deve-se lembrar que nem sempre elas são efetivas, podendo muitas vezes os danos na coloração serem irreversíveis. 

Substâncias como cloro, vinagre e alguns produtos de limpeza de banheiro são muito úteis na remoção superficial dos agentes biológicos citados acima, bem como o mofo. Em situações onde a proliferação se aprofundou muito na madeira, a única solução seria escovar ou lixar a peça. 

Tecidos e estofados de cadeiras

Os fungos e bactérias em tecidos e estofados estão entre os principais e piores tipos de mofos que existem, uma vez que se impregnam rapidamente por ali. Para eliminá-los, apenas três ingredientes serão necessários: três colheres de bicarbonato de sódio, uma colher de sopa de água com gás e água morna para ajudar a espalhar ainda mais o líquido no tecido. Aplique e deixe agir até que seque. 

É importante lembrar que quanto mais cedo o problema for descoberto, maiores serão as chances de reverter a situação. Mas, caso isso não seja possível, uma segunda tentativa seria buscar a ajuda de um profissional para realizar tratamentos especializados. Uma última solução é a remoção do tecido ou estofamento impregnado para que não contamine outros objetos, locais ou pessoas.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.