Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Dicas

ETHEREUM x RIPPLE XRP: Qual é o melhor?

As criptomoedas estão moldando o mercado como conhecemos, hoje, elas são parte integrantes de diversas áreas e estão presentes na vida de muitas pessoas ao redor do mundo – ainda que através do ambiente virtual.

E, apesar do Bitcoin ser uma criptomoeda bastante conhecida, existem milhares de outras opções no mercado, tão boas quanto.

Estamos falando das criptomoedas como Ethereum e Ripple XRP, que tem se tornado fortes oponentes à BTC.

De forma resumida, a Ripple é uma solução da rede blockchain, que oferece uma série de vantagens para os participantes da sua plataforma, entre elas, as operações de pagamento em tempo real para usuários em todo o mundo.

Esta moeda (XRP) é utilizada através de alguns sistemas de pagamento da própria rede, sendo considerada mais rápida e econômica em relação ao Bitcoin.

Por sua vez, a Ethereum (ETH) é uma rede open-source (código aberto) destinada aos programas descentralizados, conhecidos como d’Apps.

Seus diferenciais em relação ao ecossistema de outras criptomoedas, está relacionado com a utilização de smart contracts, desenvolvimento de códigos para controle de valor digital, eficiência de execução e acessibilidade global.

Mas, assim como outras criptos, a Ethereum também utiliza a tecnologia blockchain – similar à Bitcoin.

Por isso, pode ser que surjam inúmeras questões quanto a melhor opção de criptoativos para investir.

E se você tem dúvidas sobre um e outro, fique ligado: aqui, você terá todas as respostas de que precisa para investir e comprar Ethereum ou Ripple XRP com segurança.

Boa leitura!

 

Ethereum ou Ripple XRP: Principais Diferenças

Agora que já sabemos a definição entre cada uma delas, que tal descobrir um pouco mais sobre as principais diferenças entre Ethereum e Ripple XRP. Acompanhe!

 

Mecanismo de Consenso

Antes de descobrirmos o que é mecanismo de consenso, primeiramente, devemos entender sobre o que, de fato, é “Consenso”.

Antes de uma transação ser finalizada pelo blockchain, uma determinada parte dos blocos deve verificá-la e concordar com todas as informações, acontece que ao chegar em um comum acordo, isso é tido como consenso.

Diferente da rede Ethereum, o Ripple XRP usa um mecanismo conhecido por FBA, esse modelo funciona de forma distinta ao protocolo Proof of Work, que a Ethereum utiliza como mecanismo de consenso.

Diante disso, a Ripple usa o que conhecemos por validadores de transação, um elemento que só pode ser utilizado pelos bancos ao validar este tipo de operação.

Além disso, esse algoritmo (Ripple Consensus Algorithm) é extremamente rápido e pode atingir até 1.500 transações por segundo.

Já a Ethereum, opera a partir do protocolo Proof of Work, um mecanismo similar a um “quebra-cabeça”.

Diferentemente da Ripple, a rede Ethereum não consegue validar mais que 15 transações por segundo.

Portanto, muitos desenvolvedores e programadores da rede tem buscado mudar o protocolo de PoW para o de PoS (ou Proof of Stake) – que em outras palavras, é mais eficiente.

 

Objetivos

As criptomoedas apresentam uma série de características comuns, e entre elas, estão as suas intenções como ativo financeiro.

Tanto a Ethereum quanto à Ripple XRP são distintas entre si e possuem objetivos muito bem definidos.

A Ripple nasceu de uma proposta de facilitar as operações de pagamento entre quaisquer pessoas ao redor do mundo, sem que sejam cobradas taxas de câmbio por isso.

Já a Ethereum, nasceu de uma proposta em facilitar a utilização da tecnologia blockchain a partir dos smart contracts.

Na prática, o Ethereum gera mais segurança, uma vez que utiliza a tecnologia dos contratos inteligentes e das aplicações descentralizadas (d’Apps).

 

Desempenho

A Ripple XRP possui uma rede blockchain semi-autorizada, o que significa que as instituições que utilizam este sistema podem utilizar o seu Livro Razão, portanto, este é um dos motivos pelos quais vale a pena investir na Ripple.

Só pra se ter uma ideia, ao enviar moedas de uma conta a outra, todo esse processo não leva mais que 4 segundos, sendo completamente instantâneo.

Por sua vez, a Ethereum utiliza uma rede blockchain pública – em outras palavras, significa que a qualquer momento quaisquer pessoas podem se tornar um nó desta rede.

Além disso, a Ethereum leva cerca de até 15 segundos para validar a verificação de uma simples transação entre contas.

 

Vantagens e Desvantagens entre Ethereum e Ripple XRP

A seguir, apresentamos uma lista com as principais vantagens e desvantagens entre cada uma dessas criptomoedas. Acompanhe:

 

  • A Ripple cada vez mais tem se tornado eficiente em relação às transações de pagamento, tornando todo o processo mais ágil e transparente;
  • Além disso, as transações realizadas com esta criptomoeda não levam mais que alguns segundos (praticamente nulas), o que torna uma excelente opção para as grandes instituições;
  • Além de ser uma opção de investimento em criptomoedas, a Ripple (XRP) se tornou uma solução para o mercado financeiro tradicional.

 

Em si, a única desvantagem desta moeda está relacionada com o seu modelo privado e nem um pouco descentralizado, uma vez que a maioria dos tokens existentes são de detenção da empresa Ripple Labs.

A seguir, acompanhe as vantagens e desvantagens da rede Ethereum (ETH):

 

  • Por ser uma rede pública, a Ethereum se torna uma opção segura e de transparência;
  • Outra principal vantagem desta rede, é a sua facilidade em executar e gerar códigos para quaisquer tipos de apps descentralizados;
  • Enquanto a rede Ethereum estiver em operação, a sua moeda (ETH – ou Ether?), continuará disponível.

 

A Ethereum apresenta muitas vantagens para quem pretende investir seu capital nesta moeda, no entanto, sua principal desvantagem está relacionada à sua própria criptomoeda, visto que, ao passo que a rede quebra, a moeda também falhará.

 

Conclusão

As redes Ethereum e Ripple (XRP) são consideradas excelentes opções para quem pretende investir no mercado de criptoativos.

Isso porque, além de apresentarem objetivos distintos e serem destinadas a determinadas esferas do mercado, ambas se tornaram alternativas fortes e com potencial de expansão.

Além disso, num mercado tão competitivo como o das criptomoedas, se torna imprescindível avaliar ambos os casos e analisar qual opção se adapta mais com o seu perfil de investidor.

E aí, o que acha disso? Dessas duas moedas, qual é a sua favorita? Conte sua opinião através de nossas redes sociais.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.