Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Guest Post

Negócios: qual a importância de um posicionamento estratégico?

O posicionamento estratégico vai muito além de promover serviços ou produtos. Aliás, quando falamos de posicionamento, o foco não está neles, e sim no consumidor e em sua percepção.

Posicionamento se refere ao alinhamento de processos e características internas de um negócio, como missão, visão, valores, meios de ação e de comunicação, com a forma com que tudo isso será recebido pelo público-alvo.

Segundo pesquisas da Harvard Business Review, cerca de 64% dos consumidores consideram os valores da marca, um dos principais critérios de escolha para se relacionar ou não com ela.

Quem tem experiência com gerenciamento e empreendedorismo, sabe que o branding e o posicionamento andam juntos. 

Portanto, se você não entendeu essa relação ou mesmo se tem dúvidas sobre esses termos, continue lendo.

Neste artigo você vai aprender mais sobre como transformar seu negócio, por exemplo, de assistência técnica em uma referência quando os consumidores pensarem em conserto de celular.

Branding e Posicionamento

Branding se refere ao gerenciamento da identidade de uma marca, ou seja, é o conjunto de ações que, aplicadas de forma estratégica e eficiente, garantem a percepção e recepção positiva do consumidor.

Um branding bem feito é o que vai definir o bom posicionamento de sua empresa, e o contrário também é válido.

Visto que quando mal feito, provavelmente, levará seu negócio a sérias crises financeiras, visto que, literalmente, repele o cliente.

Sendo assim, uma boa gestão é o que formará a reputação de uma marca, e determinará sua popularidade. 

Outro ponto positivo é a redução dos investimentos necessários em publicidade e propaganda a médio e longo prazo.

Posicionar uma marca com sucesso significa que ela será procurada pelos clientes que antes ela tinha que captar.

Nesse ponto é importante ressaltar que o branding da sua empresa é a percepção real do público em relação à sua marca de painel elétrico chapa de aço, por exemplo. 

Portanto, não confunda com o que você gostaria que fosse realidade.

Pode parecer uma ressalva boba, mas o fato é que muitos gestores com problemas em seus negócios, poderiam resolvê-los ao ter maior compreensão sobre o próprio público.

O Marketing de Atração

A nova forma de fazer marketing é eficiente porque humaniza a empresa, ou seja, possibilita a criação de uma relação de proximidade entre marca e cliente. 

Para isso ser possível, as opiniões, preferências e características próprias do segmento de público que compreende seu real consumidor, deve ser valorizada e servir de diretriz para todas as estratégias do negócio.

Em síntese, o sucesso do posicionamento de sua loja revendedora de balanca de precisao digital, por exemplo, depende de responder assertivamente as seguintes perguntas:

  • Quem realmente é seu público-alvo?
  • Quais dores seu produto ou serviço pode resolver? 
  • Quais prazeres e benefícios pode proporcionar?
  • Qual a proposta de valor da sua marca?
  • Quais são os seus diferenciais se comparado com a concorrência?

Determinar esse posicionamento do seu empreendimento é uma decisão de liderança e deve ser baseada em análises objetivas do ambiente interno e externo do seu próprio negócio.

Perceba que o segredo do sucesso associado às perguntas acima significa estar no lugar certo, diante do público certo e na hora certa.

Trabalhar estrategicamente o posicionamento refere-se aos mais diversos setores integrados em uma empresa que funcionam como os circuitos integrados de um computador completo, em uma analogia.

Um foco importante é o marketing, uma vez que o termo “Posicionamento de Marca” surgiu justamente para se referir a guerra desse setor para conquistar a atenção e permanecer na memória do consumidor.

Entretanto, não entenda esse conceito de forma restrita. Atente-se para um detalhe importante: uma empresa que atende serviços de instalacao eletrica de alta tensao, por exemplo, deve aplicar os mesmos princípios nos demais segmentos do negócio.

Branding e posicionamento dependem dos três pilares de uma instituição: 

Missão, Visão e Valores

É fundamental que o branding seja autêntico, ou seja, de fato esses pilares devem estar presentes na realidade do dia a dia da empresa, no clima organizacional, e obviamente, no atendimento ao cliente.

A missão de uma empresa se refere ao motivo de sua existência, ou seja, é a base norteadora de uma organização.

Ao empreender tenha em mente que um negócio não deve existir exclusivamente para a produção do produto ou prestação do serviço. Sua função social real é levar um benefício para o público.

Esse é um bom momento para uma reflexão sobre o propósito do seu negócio. Pense sobre como o serviço de instalacao eletrica completa, prestado por sua empresa, por exemplo, é um benefício para seu cliente.

Já a visão se refere aos objetivos futuros, onde seu negócio quer chegar. Aqui é importante que o gestor conte com metas definidas, assim como indicadores e métricas adequadas para avaliar os resultados.

E valores se referem aos princípios de uma organização, ao que orienta o comportamento global de uma empresa, tanto entre seus colaboradores, quanto para com parceiros, fornecedores e clientes. 

O ideal é que sua lista de valores seja aplicada desde o processo de seleção de novos colaboradores.

Definir esses três pilares é um processo básico e fundamental para o desenvolvimento de um negócio sustentável e rentável. 

Portanto, o faça com muita parcimônia, e em caso de dúvidas, procure orientações do SEBRAE. 

Uma vez que essa tríade esteja definida em sua agência de controle de acesso biometrico, por exemplo, você tem em mãos a estrutura para desenvolver as estratégias de posicionamento.

O passo seguinte é comunicar isso de forma que gere impacto e engajamento. Aqui entra o papel do marketing: o posicionamento só se torna concreto quando uma marca se fixa no imaginário do seu público. 

Existem uma série de critérios pelos quais os consumidores podem vir a se lembrar de determinada marca, como comodidade, utilidade, preço, entre tantas outras, que a destacam da concorrência.

Isso ocorre pelo “match”, ou seja, o cruzamento de personalidades, princípios, sentimentos e memórias da identidade, entre sua empresa e seus clientes.

Como colocar o posicionamento de marca em prática

Confira alguns fatores que influenciam no processo de definição do posicionamento de uma marca, e que podem, até mesmo, ser o diferencial da sua empresa:

  1. Preço

Uma estratégia é caracterizar sua marca pelo preço associado a ela. 

Existem duas principais formas: o posicionamento pelos preços baixos ou altos, como é o caso de marcas de luxo.

Observe como, no caso de marcas de luxo, um posicionamento por preços baixos não faria sentido. 

Todos os pontos relacionados à identidade de uma empresa precisam concordar entre si, jamais gerar contradição.

  1. Atendimento ao cliente

A qualidade do atendimento ao cliente é um ponto estratégico de um negócio, isso é um fato. 

Algumas marcas aproveitam ainda mais para criarem seu diferencial com base na excelência do atendimento pré e pós-venda, se posicionando pela forma com que se importam com seus clientes.

Ter esse status é a forma mais assertiva de posicionamento, valendo para qualquer tipo de negócio, como uma gráfica especializada em banner academico

Afinal, qualquer segmento empresarial e ou comercial deve prezar pela qualidade de seu relacionamento com o cliente. 

O sucesso aqui depende de um SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) bem estruturado, com profissionais qualificados e motivados.

  1. Comunicação

Uma empresa também pode se destacar pela qualidade de sua comunicação, criando conexões significativas pelo diálogo, por meio de imagens, vídeos ou textos.

Comunicar de forma realmente assertiva quais são os benefícios e diferenciais de um produto ou serviço é uma arte, principalmente ao desenvolver estratégias para um público mais amplo.

Atingir um público maior parece uma decisão lógica para aumentar as vendas, mas nem sempre funciona. Isso ocorre porque quanto mais diverso, mais complexo é o processo de comunicação.

Tenha consciência de que ao criar estratégias generalistas para falar com o público na totalidade, as chances de fracasso são altas. 

O conteúdo deve ter foco na persona, ou seja, uma personificação fictícia de seu cliente real. 

Uma marca que se posiciona pela sua comunicação é aquela que sabe conversar com suas personas de forma clara e muito personalizada.

A comunicação entre marca e cliente tem um contorno muito diferente do passado. E não tão distante: a evolução da internet foi rápida e moldou um novo perfil de consumidor. Um gestor de sucesso precisa estar ciente disso.

  1. Uniformidade

Uma marca pode mudar seu posicionamento ao longo do tempo, e em alguns casos é a melhor decisão. No entanto, essa decisão sempre deve ser avaliada com extremo cuidado. 

E atenção: a mudança sempre deve ser para melhor. Mudanças frequentes geram uma fragilidade quanto à credibilidade de uma empresa para o público, então caso não seja uma opção estudada estrategicamente, opte pela uniformidade de seu posicionamento.

Considerações Finais

Portanto, agora que entendeu a importância de lapidar estrategicamente o posicionamento da sua marca.

Perceba que ser um negócio de sucesso envolve não só vender um produto ou serviço, e sim ideias, benefícios, valores, propósitos e realizações.

Em uma boa gestão de marca, tudo deve ser considerado para se diferenciar e se destacar frente à competitividade do mercado.

Saiba quem é seu público e associe sua marca ao que realmente importa a ele, e certamente terá sucesso em seu posicionamento estratégico.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.