Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Ferramentas

Aplicativo para lojas vale a pena?

Se você tem um comércio, deve se perguntar se o desenvolvimento de um aplicativo para lojas vale a pena dentro do seu contexto. Afinal, o mercado tem se tornado cada vez mais mobile nos últimos anos e isso tem tido um impacto considerável na maneira como as pessoas fazem as suas compras diárias ou de datas especiais. Essa tendência foi particularmente acentuada com a pandemia do novo coronavírus.

Para se ter uma ideia, a expectativa é que o e-commerce nacional tenha um faturamento de R$100 bilhões neste ano, um crescimento recorde. Uma das razões que alimentou esse aumento foi justamente a pandemia. Afinal, a demanda por compras permanece. No entanto, como não se pode ir até às lojas físicas, a solução é comprar pela Internet mesmo. Nesse contexto, um aplicativo para lojas vale a pena.

No entanto, existem alternativas antes de entrar no reino de desenvolvimento de aplicativos. Uma delas é o marketplace, especialmente de empresas como Magazine Luiza, Amazon, Mercado Livre, Americanas e outras. Será que não é mais vantajoso usar o app delas em vez de criar um próprio? Vejamos a seguir!

Aplicativo para lojas vale a pena?

Para poder saber se vale ou não a pena desenvolver um aplicativo para a sua loja, precisamos considerar os prós e contras dessa decisão. Confira a seguir um resumo do que esperar nesse caso!

Vantagens

Existem algumas vantagens de ter um aplicativo para sua loja. A primeira delas é a possibilidade de expandir o seu leque de clientes. Afinal, ter uma presença digital garante que você poderá vender mais para diferentes pessoas.

Além disso, um aplicativo disponibiliza uma série de opções que você não teria em outros casos. Por exemplo, o aplicativo permite maior controle de promoções, cupons de desconto e integração própria com outras ferramentas, como o marketing no Facebook e Google.

Para completar, um aplicativo ainda garante maior liberdade para a coleta de dados. É claro que tudo deve ser feito de acordo com a LGPD, mas você poderá descobrir os produtos mais populares, o caminho de cada consumidor e outras informações úteis. Depois, é só usar esses dados para criar uma estratégia de marketing mais eficiente e pronta para aumentar as suas vendas.

Desvantagens

No entanto, nem tudo são flores. Existem algumas desvantagens consideráveis em criar um aplicativo para a sua loja, em vez de estar presente em marketplaces de outras empresas, como as grandes players do mercado.

O primeiro dissabor é o fato de que há um custo significativo nisso. Em primeiro lugar, o desenvolvimento de um aplicativo de loja é relativamente caro. Será necessário contratar uma empresa como a Mestres da Web – Desenvolvimento de Aplicativos ou um grupo de programadores para cuidar do trabalho. Depois, será necessário cuidar da manutenção do aplicativo, o que também é caro. Para completar, há a necessidade de ter um servidor para manter o app no ar, o que gera outro custo.

Em seguida, há o problema de ser responsável por dados específicos dos clientes. Não só em relação às exigências da LGPD, mas também questões de segurança básica. Isso expõe a sua empresa, claro, mas também gera custos significativos para o armazenamento seguro dessas informações. É uma responsabilidade extra.

Outra desvantagem é o fato de que, no começo da sua jornada, poucas pessoas usarão o seu aplicativo. Afinal, é preciso estimular que as pessoas baixem o app. Isso deverá ser feito por promoções e outras estratégias, o que gera mais um custo com descontos, campanhas de marketing e por aí vai.

Qual o veredito?

Agora que já vimos os prós e contras da estratégia, podemos concluir: e aí, aplicativo para loja vale a pena? Sim, mas depende muito do contexto.

Se a loja já tem um tamanho considerável, um fluxo estável de clientes e tem planos para crescer, então o app vale a pena. Isso porque ele é o próximo passo natural na progressão de crescimento sustentável do negócio. Portanto, é vantajoso fazê-lo para ter ainda mais clientes, uma relação mais firme com os consumidores e mais possibilidades de análise de dados e promoções.

No entanto, se a loja estiver começando ou ainda não tem um público fiel, então não vale tanto a pena, já que os custos são significativos. Além disso, pode ser difícil convencer o consumidor a baixar um app para uma compra só. Então, para lojas que não vendem produtos que são usados frequentemente pelos consumidores e sim uma compra só, o aplicativo não é tão vantajoso.

Como deu para ver, aplicativo para lojas vale a pena em certos contextos. Em outros, talvez seja mais vantajoso usar um marketplace. Talvez, para a mesma empresa, haja uma diferença entre valer ou não a pena com base na sua idade. No começo, os marketplaces podem ser mais interessantes. Depois, um aplicativo próprio pode ser mais vantajoso. Vai depender de cada contexto.

Gostou do nosso conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.