Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Blogs,
SEO e Monetização.

Publieditorial

Dicas vitais para um design eficaz do logótipo

Neste artigo, vamos descer à raiz do que faz um design de logótipo eficaz e vamos também guiá-lo através dos princípios e melhores práticas de como criar uma identidade de marca icónica.

Para entender o que é um logotipo, é preciso primeiro entender qual é o objetivo principal do logotipo.

O processo de design deve ter como objetivo gerar um logótipo imediatamente reconhecível, inspirando confiança, admiração, lealdade e uma superioridade implícita.

O logotipo é um aspeto da marca comercial ou entidade econômica de uma empresa, e suas formas, cores, fontes e imagens geralmente são surpreendentemente diferentes de outros logotipos no mesmo nicho de mercado.

Resumidamente os logotipos são usados para identificar. Mas como criar um logo bem sucedido? É isso que lhe indicamos de seguida.

O que é um logo e como o criar para ter sucesso?

Paul Rand, um dos maiores designers do mundo, afirma que “um logotipo é uma bandeira, uma assinatura, um escudo, uma placa de rua”.

Um logotipo não vende (diretamente), ele identifica. Um logotipo raramente é uma descrição de um negócio. Um logotipo deriva significado da qualidade da coisa que ele simboliza, e não o contrário.

Um logotipo é menos importante do que o produto que significa: o que ele representa é mais importante do que o que parece. O assunto de um logotipo pode ser quase qualquer coisa.”

Então o que faz um logotipo ser bom?

Um bom logótipo é distintivo, apropriado, prático, gráfico e simples na sua forma, e transmite a mensagem pretendida pelo proprietário.

Um conceito ou “significado” está geralmente por trás de um logotipo eficaz e comunica a mensagem pretendida.

Um logotipo deve ser capaz de ser impresso em qualquer tamanho e, na maioria dos casos, ser eficaz sem cor. Um grande logotipo essencialmente resume-se a duas coisas: grande conceito e grande execução.

Há quem se pergunte o que é tão difícil criar um bom logótipo. São pequenos, parecem fáceis de fazer, por isso não há problema, certo?

Quando se vê apenas o resultado dos esforços de um designer, a criação de um logótipo pode parecer uma tarefa simples. Mas não é.

Um logótipo leva o pensamento e a criatividade, e muitos elementos combinam-se para fazer um bom.

Ao criar um logotipo, siga um processo que garanta que o design final atenda às necessidades dos clientes.

Abaixo, listamos o processo típico que os designers profissionais de logomarcas seguem. Com a prática, você sem dúvida desenvolverá o seu próprio processo.

Processo de criação de logotipos

1 – Resumo do design: Conduzir um questionário ou entrevista com o cliente para obter o resumo do design.

2 – Pesquisa: Realizar pesquisas sobre a própria indústria, sua história e concorrentes. Resolver problemas primeiro, projetar depois.

3 – Referência: Realizar pesquisas sobre projetos de logotipos que tenham sido bem-sucedidos e sobre estilos e tendências atuais que possam se relacionar com o resumo do projeto.

Seguir as tendências não por sua própria causa, mas sim para estar ciente delas: a longevidade no design de logotipos é fundamental.

4 – Desenho e conceituação: Desenvolva o conceito de design do logotipo em torno do resumo e da sua pesquisa. Esta é a parte mais importante do processo de design. Seja criativo e inspirado.

5 – Revisões e posicionamento: Quer você se posicione como um empreiteiro (ou seja, recebendo instruções do cliente) ou construa uma relação duradoura (ou seja, orientando o cliente para a melhor solução), revise e melhore o logotipo conforme necessário.

6 – Apresentação: Apresente apenas os seus melhores designs de logótipo ao seu cliente. O formato PDF geralmente funciona melhor.

Você também pode querer mostrar o logotipo em contexto, o que ajudará o cliente a visualizar mais claramente a identidade da marca.

Preparar uma apresentação de alta qualidade é a forma mais eficaz de fazer com que seus clientes aprovem seus projetos. A apresentação significativa é customizada para um propósito particular, para uma pessoa em particular.

Saber como apresentar uma nova ideia é, talvez, uma das tarefas mais difíceis do designer. Tudo o que um designer faz envolve uma apresentação de algum tipo – não apenas como explicar (apresentar) um design particular para um ouvinte interessado (cliente, leitor, espectador), mas como o design pode se explicar no mercado…

Uma apresentação é o acompanhamento musical do design. Uma apresentação que carece de uma ideia não pode esconder-se atrás de fotos glamourosas, pizzas ou ballyhoo.

Se estiver cheia de baboseiras, pode cair em ouvidos surdos; se for muito descontraída, pode aterrar uma perspetiva.

Entrega e apoio. Entregue os arquivos apropriados ao cliente e dê todo o suporte necessário. Lembre-se de não fazer uma promessa insuficiente ou excessiva.

Depois de terminar, tome uma cerveja, coma um pouco de chocolate e depois comece seu próximo projeto.

Artigo-Patrocinado

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.